A disputa pela liderança de mercado de comercialização de automóveis no Brasil está ficando cada vez mais acirrada. Isso porque, a julgar pelos discursos dos representantes das principais montadoras do país, Chevrolet, FCA (Fiat e Jeep) e Volkswagen, todas parecem ter chance de levantar o título de quem vendeu mais veículos. A Chevrolet, por exemplo, anunciou nesta quinta (17) o plano de lançar até 2022 no mercado sul-americano 30 novidades que incluem modelos novos ou séries especiais.

A Volkswagen anuncia a meta de retomar a liderança de mercado nos próximos dois anos depois crescer 32% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado, comparados aos 15% de crescimento geral do mercado. Polo, Virtus e Amarok V6 puxam essa fila, sem falar na célebre dupla Gol e Voyage com câmbio automático de seis marchas que se incluem entre os 20 lançamentos anunciados até 2020. Para conseguir tal feito, a marca aposta pesado nos crossovers e apresentará o compacto T-Roc e o Tarek ainda este ano. Sem falar em nova geração do Gol, uma inédita picape pequena e um segundo crosssover compacto.

Outra deseja esse “troféu” é a FCA. O grupo, que contempla os fabricantes Jeep e Fiat, aposta no crescimento da economia, no agronegócio e até no anúncio do Rota 2030 para que isso aconteça. Mesmo que o programa de incentivos não entre em logo em vigor, a promessa é de manter os investimentos. A empresa espera que em cinco anos a América do Sul consuma 5,5 milhões de carros, sendo 3 milhões destes, apenas no Brasil. A receita dos italianos inclui as reestilizações do Renegade, novos motores turbo e o novo Uno, previsto para 2020.

  • Chevrolet

CHEVROLET TRACKER (FOTO: )

Em um período de três anos a GM irá reestruturar grande parte do seu portfólio no Brasil. Segundo a montadora, a soma de investimentos ficará na casa dos R$ 4,5 bilhões. O aporte financeiro será fundamental para a ampliação da linha de carros, como parte das 30 novidades (20 modelos novos e outras 10 séries especiais) prometidas até 2022. A renovação vai contemplar não apenas novos produtos, mas também novos motores. E uma das apostas é a de que o 1.0 tricilíndrico anunciado na China que poderia chegar por aqui. Ele poderia equipar a próxima geração do Onix, prevista para 2019 no país oriental e até 2020 por aqui. Será?

FLAGRA DA CHEVROLET SPIN 2019 (FOTO: JOSÉ LUIZ DE FREITAS / AUTOESPORTE)

Além da reestilização da Spin, que já foi flagrada e está pronta para ser apresentada, chegarão ainda as novas gerações de Onix e Prisma, bem como os seus aguardados sucessores, que devem coexistir com a dupla popular, além da nova geração do Tracker, que, conforme adiantamos, chega a partir de 2019.

Ainda com base em nossa apuração, a empresa trabalha ainda em outros dois projetos: um novo crossover com porte semelhante ao do Tracker atual e uma picape inédita. O utilitário esportivo deve ser apresentado até 2020, antes da picape. Outra promessa ainda mais ousada é a de que o elétrico Bolt pinte por aqui no ano que vem.

  • Volkswagen

VOLKSWAGEN TIGUAN ALLSPACE R-LINE (FOTO: MARCOS CAMARGO/AE)

A Volkswagen ainda está curtindo a ressaca pelo crescimento de 32% nas vendas, no primeiro trimestre deste ano, enquanto o mercado geral cresceu apenas 15%. O resultado animou a meta anunciada de retomar a liderança de mercado nos próximos dois anos. As armas da fabricante incluem cinco novos modelos de SUVs, como o Tiguan Allspace, o brasileiro T-Cross, previsto para 2019, o hermano Tarek, futuro crossover nacional baseado na nova geração do Gol e, ainda, outro utilitário acima do Tiguan. No total, segundo a marca, serão 20 novidades até 2020 que incluem também novas versões de Gol, Polo, Voyage e Polo, além do Virtus GTS.

DIANTEIRA TEM MUITO DO CONCEITO T-CROSS BREEZE, TAL COMO APONTA A PROJEÇÃO (FOTO: RENATO ASPROMONTE/AUTOESPORTE)

A VW também estuda apresentar uma nova picape média-pequena, possivelmente como conceito. A picape, que já foi antecipada por Autoesporte, será concorrente da Fiat Toro e da Renault Duster Oroch e dessa forma ficaria acima da Saveiro e abaixo da Amarok. O utilitário é feito sobre a base do Golf ganhará motores fortes como o 1.4 TSI. O modelo não terá opção a diesel, a ideia é deixar a Amarok isolada. Até agora, podemos dizer apenas que a média terá nome iniciado com a letra “T”, e que o lançamento não será antes de 2019.

  • Ofensiva FCA

Outro grupo que também está otimista é o FCA (Fiat e Jeep). A empresa com sede no Reino Unido aposta em uma grande atualização na sua linha de motores e na renovação da picape Strada e do Uno, além e acreditar no “momento favorável” do Brasil baseado na retomada da economia, projetos de privatização, redução de desemprego, inflação baixa e taxa Selic mais baixa da história para chegar à liderança do mercado nacional ainda este ano. A expectativa mais ousada é a de que a Fiat seja líder, sozinha, em 2020.

MOTOR FIREFLY (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Autoesporte também anunciou que os novos motores GSE turbo já estão em testes no Brasil, embora tais propulsores não devam pintar por aqui antes de 2019. A renovação do Renegade, por exemplo, que deve chegar ao Brasil até 2020, ganhará fôlego extra por meio do 1.3 GSE 16V turbo com injeção direta e comando duplo variável. A previsão é de que o diminuto renda até 40 cv a mais do que os 140cv do 1.8 atual, aplicado no fora de estrada, para deslocar melhor os seus 1.500 quilos de massa.

Outro utilitário que irá se beneficiar da nova motorização será a Toro. Enquanto os compactos Argo e Cronos passarão a contar com propulsores turbinados com injeção direta de combustível. O primeiro é um 1.0 de 115 cv e 16 kgfm, e o segundo um 1.3 de respeitáveis 150cv e 24 kgfm. Nada disso, no entanto, previsto para antes de 2020. Enquanto a dupla Jeep Cherokee reestilizado e a nova geração do Jeep Wrangler ganhará, ainda em 2018, um novo 2.0 turbo.

O MOBI ESTÁ SERVINDO APENAS DE MULA PARA A NOVA PICAPE, O ESTILO SERÁ MAIS PARA ARGO (FOTO: JOÃO KLEBER AMARAL/AUTOESPORTE)

A Fiat prepara também uma nova picape compacta. Quando revelamos a notícia, o projeto atendia pelo nome de X6P (que indica ser da família do Argo). Com visual misto do hatch compacto e detalhes de Fiorino e Strada, o utilitário será um intermediário entre a Strada e a Toro. A novidade irá conviver, a princípio, com a dupla de picapes atuais.

A FCA também aposta que o consumidor vai voltar a comprar, e que o agronegócio (grande cliente de utilitários) vai impulsionar os negócios. A informação foi dada à Autoesporte pelo presidente da marca para a América Latina, Antonio Filosa, que afirma que a previsão de investimentos será mantida, independente do projeto Rota 2030.

O grupo também cogita trazer uma ou duas montadoras para integrar a família brasileira, sem se preocupar com escala industrial em um primeiro momento. A Alfa poderia ser uma opção, já que a marca lançou o Giulia na Argentina e planeja fazer o mesmo em outros países. Mas essa movimentação não está prevista para o Brasil.

por ALEXANDRE IZO (Revista AutoEsporte)

Cécile Loreen, fashion designer holandesa

 

Ela é holandesa, adora o rosa e trabalha com moda. Essa é Cécile Loreen, que a poucas horas foi descoberta por um internauta brasileiro e vem fazendo sucesso neste momento por terras tupiniquins. Impressionada por parecer com, talvez, a apresentadora mais famosa do Brasil, Cécile postou no Instagram: 

 

 “Sou eu ou a Xuxa Meneghel? Eu, por acaso, pareço muito com a celebridade brasileira Xuxa – e ela é tão linda! Quando a @larissacrispi me mandou essa montagem eu não podia acreditar que não era eu. O que vocês acham?”, escreveu.

 

E você, achou que elas são parecidas?

 

Veja o Ranking nacional dos carros de entrada melhores classificados nos testes da Latin NCap, organização independente que avalia a segurança de veículos.
Para esse ranking os carros de entrada, serão os veículos mais em conta de cada montadora, e que tenham testes realizados pela Latin Ncap.* 

Informações importantes:

No resultado final, a organização define quantas ESTRELAS cada veículo recebe para 2 ocupantes especificamente: MOTORISTA e PASSAGEIRO CRIANÇA;

 Alguns veículos já possuem novas versões;

O ranking foi montado de acordo com o número de estrelas que os veículos receberam pela organização;

Vamos ao ranking:

1° – Volkswagen UP! Janeiro/2014 – MOTORISTA: 5 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  4

1° – Honda Fit Novembro/2015 – MOTORISTA: 5 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  4

2° – Ford Ka Novembro/2015 – MOTORISTA: 5 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  3

3° – Hyundai HB20 Novembro/2013 – MOTORISTA: 4 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  3

4° – Toyota Etios Outubro/2012 – MOTORISTA: 4 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  2

4° – Citroen C3 Abril/2015 – MOTORISTA: 4 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  2

5° – Nissan March Dezembro/2016 – MOTORISTA: 3 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  1

6° – Peugeot 207 Compact 1.4 Agosto/2010 – MOTORISTA: 2 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  2

7° – Renault Sandero Abril/2012 – MOTORISTA: 1 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  2

7° – Jac J3 Maio/2012 – MOTORISTA: 1 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  2

7° – Fiat Mobi Agosto/2017 – MOTORISTA: 1 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  2

8° – Chevrolet Onix Maio/2017 – MOTORISTA: 0 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  3

9° – Kia Picanto Junho/2016 – MOTORISTA: 0 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  1

10° – Chery iQ Julho/2015 – MOTORISTA: 0 | PASSAGEIRO CRIANÇA:  0

 

Como pôde ser visto no site da Latin Ncap, os carros com melhor desempenho, empatados em número de estrelas foram o Volkswagen UP! e o Honda Fit, e o veículo de pior desempenho, ou seja o mais inseguro, o Chery iQ.

 

* Os testes são feitos em períodos diferentes.

Gostou? Compartilha!

O bloqueio de celulares piratas no Brasil, que a Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel) quer implantar ainda em 2017, criou uma queda de braço entre dois setores poderosos da indústria: as fabricantes de smartphones são favoráveis à medida, mas as operadoras de telefonia celular são contrárias a ela.

O Segundo o site G1, foi ouvido os dois lados e a disputa emperra em um assunto:

O que fazer com os celulares clonados?

O bloqueio do aparelho clone (ilegal) tirará do ar o clonado (legal). Os dois operam usando o mesmo IMEI, o número de série único de cada dispositivo, uma espécie de CPF do celular.

A Anatel já informou que vai tirar do papel o plano de restringir o uso de celulares piratas no Brasil, discutido desde 2014. Dados da agência mostram que, por mês, 1 milhão de novos celulares irregulares entra na base de dados.
O plano seria começar a enviar SMS a quem adquirisse um desses aparelhos a partir de em 30 de julho – antigos não seriam afetados. O bloqueio só viria 75 depois disso, em outubro.
O Conselho da Anatel, que já sinalizou que o processo será implantado, ainda votará se vai adiar para novembro o início dos bloqueios. Serão suspensos os celulares com IMEIs irregulares ou que não sejam homologados junto à Anatel.

O IMEI tem para o celular o mesmo que o número do Chassi, NIV – Número de Identificação do Veículo, tem para o veículo.

Identifica o dispositivo válido quando acessam redes de telefonia durante, por exemplo, ligações telefônicas e serve como chave para bloqueio de celulares roubados, extraviados e “piratas”.

Você vai encontrar o número na caixa do aparelho, digitando *#06# no aplicativo discador e nas configurações do Sistema Operacional.

A codificação determina o tipo do aparelho, data de lançamento, formato do SIMcard, frequências de 2G, 3G e 4G, dimensões e peso do aparelho, características da tela, bateria, armazenamento interno, memória RAM, Sistema Operacional e Capacidade de processamento.

O que dizem os fabricantes

A Associação da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) representa os fabricantes de celulares dentro do grupo de trabalho que estuda a questão.

“As prestadoras de serviços de telecomunicações (…) devem impedir também o uso incorreto e a alteração de características técnicas dos produtos, que possibilitem sua operação de forma irregular”, afirma a organização, em nota.

Segundo um executivo da indústria, que preferiu não se identificar, a circulação de celulares irregulares prejudica as empresas que gastam dinheiro em inovação e para seguir as regras regulatórias.

“Roubam mercado e, com um terminal desses não tem garantia nenhuma, porque não tem certificação nenhuma, mas várias pessoas comprar porque é mais barato. O objetivo é acabar com isso aí”, diz uma fonte.

Segundo a Abinee, mais de 20 países implantaram sistemas para bloquear celulares ilegais, como Índia, Turquia, Colômbia, Argentina e Peru.
O modelo de bloqueio de pirata estudado no Brasil é feito a partir da inutilização de um celular a partir de seu IMEI. Isso ocorre em caso de roubos e extravios. Quando o boletim de ocorrência do crime é feito, a delegacia comunica o IMEI à operadora, que o inclui no cadastro de “celulares impedidos”.
Em todo o mundo, são 41 milhões de dispositivos nessa situação, segundo a GSMA, administradora do banco de dados do IMEI. A lista de dispositivos vetados do Brasil possui 8 milhões de aparelhos, aponta a ABR Telecom, que gerencia o Cadastro de Estações Móveis Impedidas (CEMI).

O que dizem as operadoras

Quando o bloqueio passar a funcionar, por meio do Sistema Integrado de Gestão de Aparelho (SIGA), Oi, Tim, Vivo, Claro, Sercomtel, Nextel e Algar terão de promover os bloqueios.
Para as operadoras, a forma como o sistema será implantado pode facilitar a clonagem, em vez de restringir a prática.

“Apesar de concordarmos que não devamos ter telefones contrabandeados ou clandestinos que estejam funcionando na nossa rede, essa forma de fazer o bloqueio não vai resolver”, afirma Eduardo Levy, presidente do SindiTelebrasil, o sindicato das operadoras.

Inicialmente, o SIGA não bloquearia os celulares com IMEIs clonados. Agora, não há forma de diferenciar cópia e original. Quando há dois telefones com um só IMEI, um deles foi clonado. E eu não sei te dizer qual é falso e qual é verdadeiro. A GSMA concorda.

“É muito complicado fazer bloqueio por IMEI, mas é o jeito de fazer no caso de o aparelho ser roubado. Se for clonado, faz a mesma coisa: bloqueia o IMEI, mas aí serão bloqueados o clone e o clonado”, diz Amadeu Castro Neto, representante da GSMA no Brasil.

Levy diz ainda que tentar acabar com os clonados ao bloquear todo celular com IMEI repetido poderia tirar aparelhos legalizados de circulação.
Caso o número do IMEI de um celular ainda na loja seja clonado, o celular pirata será ativado antes do original. “Não posso garantir que o primeiro que passou a funcionar é o verdadeiro”, explica Levy. “Enquanto não houver uma forma de se banir a clonagem, vamos continuar causando diversos transtornos para nossos clientes.”
Além disso, o não bloqueio de celulares clonados no início da operação poderia incentivar a perpetuação da prática, segundo ele.
Levy não nega que outros países passaram a bloquear aparelhos piratas. Mas houve uma burocratização. “Na Colômbia, toda vez que você troca o chip de um celular, o celular não funciona. Tem que ir até uma loja para fazer a ativação”, exemplifica.

“O Brasil tem 200 milhões de celulares e a rotatividade é muito grande. Pode ser feito assim? Pode, mas temos que encontrar um processo que não traga uma quantidade enorme de reclamações no Call Center e no Procon e que seja efetivo para impedir o telefone clandestino.”

Criptografia

Para as operadoras, a solução é tornar o IMEI mais seguro. Isso, no entanto, passa pelos fabricantes. A GSMA fornece uma parte do IMEI à indústria de celulares, que cria uma regra para completar a sequência de até 17 números e identificar o modelo.

“Os próximos passos são criar regras que dificultem e encareçam a modificação do IMEI. É como criptografia. Com o tempo, você quebra qualquer criptografia. O problema é que vai demorar 10 anos. Aí a informação já não tem mais utilidade”, diz Castro Neto, da GSMA.

A seguir, você verá, talvez só se recordará ou se surpreenderá, com os atores e atrizes famosos, de filmes e séries inesquecíveis, que hoje estão mortos.

10 – Thuy Trang Trini Kwan

A primeira Ranger Amarela morreu em 3 de setembro de 2001 em acidente automobilístico. Vietnamita, Kwan ainda fez o filme O Corvo – A Cidade dos Anjos em 1996.

9 – Pat Morita

Quem não lembra de Mestre Myag na sequência original de Karatê Kid? Noriyuki “Pat” Morita, nipo-americano, faleceu em 2005 por causas naturais em sua casa em Las Vegas.

8 – Gary Coleman

Gary Coleman teve uma vida turbulenta, recheada de dívidas, processos e prisões. Ficou famoso pelo personagem principal do seriado Arnold, entre 1978 e 1986. Ele tinha um problema renal o que lhe permitia ter aparência do jovem Arnold de 8 anos. Coleman faleceu em 28 de maio de 2010 decorrente de uma queda em sua residência. 

7 – Alan Rickman Severo

O inglês Alan Rickman, foi um ator com muitos personagens em filmes como Duro de Matar, Robin Hood – O Príncipe dos Ladrões, Um Golpe Perfeito e mais recente Alice Através do Espelho fez a dublagem da Lagarta Azul. Mas Rickman teve mais destaque como Severo Snape na sequência Harry Potter. Rickman foi vitimado pelo câncer em 14 de janeiro de 2016.

6 – James Avery

Pois é, o Tio Phill morreu! James Avery teve destaque gigantesco no seriado de maior impacto na carreira do Will Smith, fazendo o papel do seu Tio Phill. Avery morreu em 2013 no dia 31 de dezembro após complicações pós-cirurgia cardíaca.

5 – Lucy Gordon

A lindíssima Lucy Gordon teve uma carreira curta em Hollywood, mas teve papel de destaque como a jornalista Jennifer Dugan em Homem Aranha 3. Próximo a pré-estreia de Serge Gainsbourg (filme biográfico do cantor e compositor), Gordon foi encontrada enforcada em seu apartamento. Perícia indicou suicídio.

4 – Michael Clarke Duncan

Duncan foi um ator norte-americano que fez sucesso no papel de John Coffey em À Espera de um Milagre. Mas fez outros filmes como Como Cães e Gatos, Planeta dos Macacos, O Escorpião Rei, Meu Vizinho Mafioso, Irmão Urso, Deu Zebra, A Ilha, Dois Homens e Meio dentre outros. Michal Duncan faleceu em 2012 vítima de infarto.

3 – Bernie Mac

Confesso que ao fazer esta lista, me assustei quando encontrei que o Bernie Mc é falecido desde 2008. Ele foi um ator e comediante norte-americano que fez inúmeros filmes como Homens do Soul, Transformers, Doze Homens e Outro Segredo, Treze Homens e um Novo Segredo, Um Pobretão na Casa Branca, As Panteras Detonando, Até que a Fuga os Separe, Vizinhança do Barulho… Como disse, em 2008 Bernie Mac faleceu devido uma parada cardíaca após ser internado após uma pneumonia. Ele sofria de Sarcoidose, doença autoimune.

2 – Heath Ledger

Australiano, Ledger foi assim como Lucy Gordon um ator com carreira meteórica, porém fez muito sucesso durante o período que atuou. Era tido como uma referência para a geração dele. Ledger estourou nas telas de cinema e dentre os jovens do final da década de 90 no filme 10 Coisas que Eu Odeio em Você. Mas teve papel de destaque em Coração de Cavaleiro, Os Irmãos Grimm, Casanova e outros. Porém foi no Batman: O Cavaleiro das Trevas que a estrela de Ledger clareou a visão dos críticos. Tido como o melhor Coringa de todos os tempos por muitos, Ledger faleceu em 2008 inicialmente por suspeita de suicídio ou overdose, porém após investigação, foi detectado que jovem ator de 28 anos faleceu decorrente intoxicação acidental de remédios prescritos com efeito calmante e sonífero.

1 – Brittany Murphy

A lista é encerrada com a fatal perda da atriz Brittany Murphy. Norte-americana, Murphy teve como presentes em sua lista filmográfica 8 Mile – Rua das Ilusões, Garota Interrompida, Uptown Girls – Meninas do Bem, A Agenda Secreta do Meu Namorado, Sin City – Cidade do Pecado, Flashes de uma Psicose, Do Outro Lado do Corredor, O Segredo de Neverwas, Noivo em Fuga e fez o grande sucesso Recém Casados com Ashton Kutcher e uma das Patricinhas de Beverly Hills. Em 20 de dezembro de 2009, Murphy sofreu uma overdose de remédios da qual era dependente. Ainda foi encontrada inconsciente em casa mas ao chegar no hospital teve morte decretada.

 

Pois é, a morte chega para todos, mas infelizmente as vezes somos pegos de surpresas. Esses são artistas, compartilhamos as dores por causa da fama dos mesmos, mas pode acontecer em nossas casas. Então, vamos aproveitar os amigos e familiares em vida! Breve mais curiosidades, mas prometo menos tristes!